Promoções do Dia - SUBMARINO / Pesquisa Google

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Questões UFF - 2009 - Fase 1

QUESTÃO 09 – UFF - 2009
Uma amostra de um gás ideal sofre a seqüência de processos descrita pelo gráfico pressão versus temperatura mostrado.

É correto afirmar que o volume do gás:

(A) diminui no trecho AB, permanece constante no trecho BC, aumenta no trecho CD;
(B) aumenta no trecho AB, permanece constante no trecho BC, diminui no trecho CD;
(C) aumenta no trecho AB, diminui no trecho BC, permanece constante no trecho CD;
(D) permanece constante no trecho AB, aumenta no trecho BC, diminui no trecho CD;
(E) permanece constante no trecho AB, aumenta no trecho BC, permanece constante no trecho CD.


RESPOSTA CORRETA LETRA (B)


Bem a pressão é inversamente proporcional ao volume, ou seja quando a pressão aumenta o volume diminui.
Bem a temperatura é proporcional ao volume, ou seja, quando a temperatura aumenta o volume também aumenta.

Observação:

Do ponto A para o ponto B a pressão permanece constante e a temperatura aumenta. Assim, fazendo com que o volume também aumenta.
Do ponto B para o ponto C a pressão aumento (dobra) e a temperatura também aumenta (dobra), ou seja, o volume permanece constante.
Do ponto C para o ponto D apenas a pressão aumenta, ou seja, o volume diminui.











P > N

E a força proporcionada pelo cilindro é a mesma direção que a mesa faz sobre o imã, ou seja, a normal !!!!







Associação de resistores em série
O resistor equivalente é calculado pela fórmula Rt= R1 + R2 + ... (está formula só é valida para associação de resistências em série) trocando em miúdos o valor da resistência equivalente é a soma dos valores da resistencia. Num circuito onde tenhamos duas resistências sendo R1 com valor de 100 Ohms e R2 com valor de 20 Ohms, portanto o valor da resistência total é de 120 Ohms, utilizando a formula teremos Rt= 100 + 20 Caso haja mais de dois resistores em série basta acrescentar os demais na fórmula e através de uma simples soma obtemos o valor da resistência equivalente:
Req = R1 + R2 + ... + Rn
Vale a pena lembrar que a corrente elétrica (I) permanece a mesma em todo o circuito, não variando seu valor nas extremidades dos resistores.
[editar] Associação de resistores em paralelo
Os resistores podem ser combinados basicamente em três tipos de associações: em série, em paralelo ou ainda em associação mista, que é uma combinação das duas formas anteriores. Qualquer que seja o tipo da associação, esta sempre resultará numa única resistência total, normalmente designada como resistência equivalente - e sua forma abreviada de escrita é Req ou Rt. Características fundamentais de uma associação em paralelo de resistores:
• Há mais de um caminho para a corrente elétrica;
• A corrente elétrica se divide entre os componentes do circuito;
• A corrente total que circula na associação é a somatória da corrente de cada resistor;
• O funcionamento de cada resistor é independente dos demais;
• A diferença de potencial (tensão elétrica) é a mesma em todos os resistores;
• O resistor de menor resistência será aquele que dissipa maior potência.
A fórmula para o calculo de qualquer circuito paralelo com qualquer quantia de resistores e qualquer valor é a que se segue abaixo:

Caso os valores dos resistores sejam iguais, a resistência equivalente é igual ao valor de uma das resistências dividido pelo número de resistores utilizados
R.eq. = R / N
onde N = Número de resistores, em outras palavras,
A Resistência Equivalente com dois resistores de valores diferentes pode ser definido da seguinte forma:

Para mais de dois resistores associados em paralelo deve-se aplicar a seguite equação:








OBSERVE AS CARGAS ESTÃO SE ATRAINDO OS OPOSTOS SE ATRAEM !!!!

+ - + - + - + - +








QUESTÃO 37 –UFF – 2009
Uma lente convergente de pequena distância focal pode ser usada como lupa, ou lente de aumento, auxiliando, por exemplo, pessoas com deficiências visuais a lerem textos impressos em caracteres pequenos.
Supondo que o objeto esteja à esquerda da lente, é correto afirmar que, para produzir uma imagem maior que o objeto, este deve ser:

(A) colocado sobre o foco e a imagem será real;
(B) posicionado entre a lente e o foco e a imagem será real;
(C) posicionado num ponto à esquerda muito afastado da lente e a imagem será virtual;
(D) posicionado num ponto à esquerda do foco, mas próximo deste, e a imagem será virtual;
(E) posicionado entre a lente e o foco e a imagem será virtual.

RESPOSTA CORRETA LETRA (E)

OBSERVE A IMAGEM !!





QUESTÃO 55 – UFF - 2009
O aumento da temperatura anual média da Terra tem sido atribuído às modificações provocadas pelo homem. O aquecimento global é sentido nos pólos, comprovado pela diminuição das áreas geladas.
Considere um grande iceberg. Parte do seu volume, que estava acima do nível da água, se separa, deixando de fazer parte do iceberg, e cai no mar.

Assinale a afirmativa correta, considerando a nova situação do iceberg.

(A) A pressão exercida pela água no fundo do mar, sob o iceberg, diminui.
(B) O volume de água deslocado pelo iceberg permanece o mesmo.
(C) O nível do mar sobe.
(D) O empuxo sobre o iceberg diminui.
(E) A densidade do iceberg diminui.

RESPOSTA CORRETA LETRA (D)

• Bem a força que o Iceberg é maior quando está completo. Já que a força é relacionado com o peso que nada mais é que P = m . g ... !!!!!

É costume identificarmos os fluidos como substâncias que podem escoar. Algumas substâncias, como o vidro, são classificadas como sólidas, pois nos tempos que costumamos observá-las, não notamos a sua fluidez.
Quando um corpo está totalmente ou parcialmente imerso em um fluido em equilíbrio, ficará sob a ação de uma força que dependerá da porção do corpo que está imersa. Isto pode ser verificado se tentarmos submergir uma cortiça ou bola cheia de ar em recipiente com água. Quanto mais profundo estiver o corpo maior será a força que teremos de fazer para mantê-lo naquela profundidade.
A força que faz a cortiça flutuar, parecendo que o corpo possui um peso menor do que o peso real é denominado de empuxo do fluido sobre o corpo. O princípio de Arquimedes quantifica o valor desta força:
Um corpo total ou parcialmente imerso em um fluido sofre um empuxo que é igual ao peso do volume do fluido deslocado pelo corpo. Assim, um corpo imerso na água torna-se mais leve devido a uma força, exercida pelo líquido sobre o corpo, vertical e para cima, que alivia o peso do corpo. Essa força do líquido sobre o corpo, é denominada empuxo ou impulsão.
Resumindo, quando mergulhamos um corpo em um liquido, o corpo desloca uma quantidade de liquido igual a seu volume, e o peso desse volume de liquido deslocado é subtraido do peso do corpo pela força denominada empuxo .
Portanto, num corpo que se encontra imerso em um líquido em repouso, actuam duas forças, ambas com mesmo centro de acção:
• peso (devida à interação com o campo gravitacional terrestre)
• empuxo (devida a sua interação com o líquido)
Isto quer dizer que, para o objeto flutuar, o peso do líquido deslocado pelo objeto tem de ser maior que o próprio peso do objeto.



O Princípio de Arquimedes

Forças que atuam no princípio de Arquimedes.
Quando um corpo está totalmente imerso num líquido, podemos ter as seguintes condições:
• se ele permanece parado no ponto em que foi colocado, a intensidade da força de impulsão é igual a intensidade da força peso;
• se ele afundar, a intensidade da força de impulsão é menor que a intensidade da força peso;
• se ele for levado para a superfície, a intensidade da força de impulsão é maior do que a intensidade da força peso.
Para saber qual das três situações irá ocorrer, devemos enunciar o princípio de Arquimedes:
"Todo corpo mergulhado num fluido sofre, por parte do fluido, uma força vertical para cima, cuja intensidade é igual ao peso do fluido deslocado pelo corpo."
Se denotarmos por:
m a massa do corpo imerso,
V o volume do corpo imerso,
ρ a densidade ou massa específica do fluido,
g a aceleração da gravidade,
I a força de impulsão.
O princípio de Arquimedes se resume a:

Como a força peso do corpo é dada pela produto da massa pela aceleração da gravidade mg. Podemos enunciar o seguinte critério:
• Vρ < m O corpo afunda,
• Vρ = m o corpo fica em equilíbrio metaestável,
• Vρ > m o corpo sobe à tona.
Quando um corpo mais denso que um líquido é totalmente imerso nesse líquido, observamos que o valor do seu peso, dentro desse líquido, é aparentemente menor que no ar. A diferença entre o valor do peso real e do peso aparente corresponde à impulsão exercida pelo líquido:
• Peso Aparente = Peso real - Impulsão
Se a massa do corpo imerso for expressa como o produto de sua densidade média ρcpor seu volume V, então o critério de Arquimedes assume a seguinte forma:
• ρ < ρc O corpo afunda,
• ρ = ρc o corpo fica em equilíbrio metaestável,
• ρ > ρc o corpo sobe à tona.

Flutuação de corpos


Iceberg - fotomontagem mostrando um iceberg inteiro flutuando com maior parte imersa
Quando um corpo é composto de material menos denso que o fluido onde está imerso, pode encontrar uma posição de equilíbrio flutuando na superfície. Este é o caso dos icebergs que ficam estáveis flutuando na água quando a porção de volume imersa gera empuxo suficiente para sustentar seu peso. Ou seja, denotando por Vi o volume imerso do iceberg, VT, seu volume total e ρg a densidade do gelo, a condição de equilíbrio se torna:

Resolvendo para Vi,
Assim, obtemos que o volume imerso de um iceberg equivale a 92% de seu volume total, ficando apenas 8% visível fora d'água, dando origem à expressão "a ponta do iceberg".








QUESTÃO 56 –UFF - 2009
No cuidado com o planeta, a reciclagem é uma das estratégias mais eficientes. Um técnico guardou três resistores iguais de um .

Assinale o valor de resistência que ele não será capaz de obter, utilizando todos os três resistores.

(A) 1/3
(B) 2/3
(C) 1
(D) 3/2
(E) 3

RESPOSTA CORRETA LETRA (C)

Associação de resistores
A associação de resistores é muito comum em vários sistemas, quando queremos alcançar um nível de resistência em que somente um resistor não é suficiente. Qualquer associação de resistores será representado pelo Resistor Equivalente, que representa a resistência total dos resistores associados.
- Associação em série
Em uma associação em série de resistores, o resistor equivalente é igual à soma de todos os resistores que compôem a associação. A resistência equivalente de uma associação em série sempre será maior que o resistor de maior resistência da associação. Veja porque:
- A corrente elétrica que passa em cada resistor da associação é sempre a mesma: i = i1 = i2 = i3 = i4 ..
- A tensão no gerador elétrico é igual à soma de todas as tensões dos resistores: V = V1 + V2 + V3 + V4 ..
- A equação que calcula a tensão em um ponto do circuito é: V = R . i , então teremos a equação final:
Req . i = R1 . i1 + R2 . i2 + R3 . i3 + R4 . i4 …

Como todas as correntes são iguais, podemos eliminar esses números da equação, que é encontrado em todos os termos:
Req = R1 + R2 + R3 + R4 ..

- Associação em paralelo
Em uma associação em paralelo de resistores, a tensão em todos os resistores é igual, e a soma das correntes que atravessam os resistores é igual à resistência do resistor equivalente (no que nos resistores em série, se somava as tensões (V), agora o que se soma é a intensidade (i)).
A resistência equivalente de uma associação em paralelo sempre será menor que o resistor de menor resistência da associação.

- Tensões iguais: V = V1 = V2 = V3 = V4 …
- Corrente no resistor equivalente é igual à soma das correntes dos resistores: i = i1 + i2 + i3 + i4 ..
- A equação que calcula a corrente em um ponto do circuito é: i = V / R , logo
V / Req = (V1 / R1) + (V2 / R2) + (V3 / R3) + (V4 / R4) ..


Como toda as tensões são iguais, podemos eliminá-las de todos os termos da equação:
1 / Req = (1 / R1) + (1 / R2) + (1 / R3) + (1 / R4) ..
Quando se trabalha com apenas dois resistores em paralelo, podemos utilizar a equação abaixo:
Req = (R1 . R2) / (R1 + R2)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

Seguidores